Casa Elia Borgese
Info

Localização: Polistena, Itália
Data: 1991-1993

Cliente: Carmela Elia

Custo de construção 125.000,00€

Autores
Fátima Fernandes e Michele Cannatà

Créditos Fotográficos
Michele Cannatà

Texto

O edifício configura-se como um corpo paralelipipédico articulado entre pátios que adquirem ao longo do quotidiano da família diferentes actividades. As entradas automóvel e pedonal fazem-se através do pátio jardim de carácter mais representativo que proporciona em contemporâneo o necessário afastamento capaz de proporcionar a intimidade necessária.
O pátio interior é o eixo de distribuição das funções de estar e serviços da casa proporcionando no quotidiano uma sala ao ar livre.
A dimensão e forma das aberturas que relacionam o interior com o exterior estão intimamente ligadas com o as características e desejos de acontecimentos e sensações que se pretendem activar nos diferentes espaços do habitar.
A articulação em dois níveis garante uma primeira separação entre zona de descanso e zona de estar. Uma área central com pé direito duplo, marcada por uma clarabóia de forma quadrangular, liga directamente os espaços de descanso e de estar, ampliando a dimensão real dos acontecimentos.
Dois terraços que comunicam entre si nos pisos superiores proporcionam o deambular no espaço privado numa estreita relação visual com a paisagem rural que envolve esta parte da habitação.